Templates by BIGtheme NET

Pesquisa da Ufal quer descobrir se larvicida pode ter relação com microcefalia


Substância é usada em cisternas para matar mosquito Aedes aegypti. Em testes, peixes receberam doses de larvicidas e muitos deles morreram

Foto por: Divulgação

Uma pesquisa da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) tenta descobrir se doses de larvicida usadas para matar o mosquito Aedes aegypti têm relação com casos de microcefalia. Os estudos devem ser concluídos ainda este ano, segundo informou a Ufal na última quarta-feira (3).De acordo com a Universidade, já foram feitos testes em peixes da espécie tilápia. Os animais foram submetidos a quantidades de larvicidas e muitos deles morreram.

“Os peixes não resistem a certas concentrações que podem levar a diminuição de ingestão de alimento e a altos níveis de estresse no animal. Isso interfere em sua locomoção no ambiente, causando letargia”, explicou o pesquisador Emerson Soares.

A partir das análises feitas nos peixes, os estudiosos querem saber agora se os larvicidas também provocam danos significativos ao seres humanos, como é o caso da microcefalia.

O pesquisador conta que com o aumento de casos da doença, houve também uma intensificação do uso de larvicidas, principalmente o piriproxifeno. Geralmente, esta substância é colocada em cisternas para consumo humano e ambientes dotados de água parada, visando o controle e o combate às larvas.

Soares conta que desconfiou desde os primeiros casos de deformidades ocorridas em bebês, que os larvicidas poderiam causar deformidades e chegar ao homem via alimentação.

“A partir dessa desconfiança foi iniciado o projeto Avaliação do potencial toxicológico de larvicidas utilizados contra o mosquito e seus impactos nos organismos aquáticos. O projeto tem como objetivo determinar a concentração letal do piriproxifeno, e avaliar a estrutura hepática e o comportamento de peixes submetidos a vários níveis do citado larvicida na água”, disse o pesquisador.

A pesquisa é financiada pelo Ministério da Saúde e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal)

 Da redação com G1


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com