Templates by BIGtheme NET

Acidentes em rodovias federais matam 148 pessoas


O repasse à Prefeitura de Maceió do direito de fiscalizar e punir os acusados de infrações de trânsito no trecho da BR-316, conhecido como Via Expressa, explica por que o número de acidentes nos 800 km das seis rodovias federais que cruzam Alagoas caiu 170%, quando da comparação entre os 11 primeiros meses deste ano e os doze de 2013.Entre janeiro e novembro, 1.393 acidentes foram registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). De janeiro a dezembro de 2013, 2.376 acidentes tinham sido contabilizados pela PRF. Os números mostram, no entanto, ligeira elevação da média de feridos e de mortos em trechos das vias federais.As 1.086 pessoas feridas, até agora, em trechos diversos das rodovias federais, representam 77,9% dos 1.393 acidentes registrados este ano. Em 2013, as 1.086 ocorrências correspondiam a 75,7% do total de 2.376 registros.

A explicação para a redução no número absoluto de acidentes é consequência do repasse à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió do direito de fiscalizar e punir infratores que circulam pela Via Expressa, entre o trevo da PRF e o bairro do Barro Duro, em Maceió.

Apesar da redução no volume de acidentes contabilizados este ano, a média de mortos subiu de 6,22% (138 em 2013) para 9,9% (148 em 2014). Das 138 vítimas fatais deste ano, 88 (63,7%) tiveram suas vidas abreviadas durante os feriados.

Isso porque o fluxo de veículos de passeio dobra, triplica ou quadruplica nas rodovias federais que cortam Alagoas, principalmente entre a capital e os municípios do interior. No sentido contrário, observa-se também elevação do fluxo.

“A imprudência é a principal causa dos acidentes registrados nas vias federais de Alagoas”, observa Mariana Silveira, policial rodoviária federal e assessora de comunicação da PRF no estado.


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>