Templates by BIGtheme NET

Vereadores propõem audiência sobre abate e venda de carne em Penedo


 

A crise gerada pela interdição do matadouro público de Penedo repercutiu novamente entre os vereadores. Fechado em maio deste ano por órgãos dos governos estadual e federal, o abatedouro não funcionará mais em seu local atual, conforme é de conhecimento geral. Quais são as opções da administração municipal e o que ela tem feito para viabilizá-las? Onde realizar o abate e promover o comércio de carne, de forma que respeite a legislação?

Para obter respostas sobre esses e outros questionamentos, os vereadores penedenses decidiram durante a sessão realizada em 30 de outubro convocar todos os setores envolvidos na questão para uma audiência pública. Considerando que é preciso reunir representantes do Ministério Público, da Justiça, do Ibama, do IMA, da Adeal e setores da Prefeitura de Penedo, uma comissão formada pelos vereadores Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior (Júnior do Tó), Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho (Nelsinho) e Raimundo Jorge Rosário Souza (Dr. Raimundo) está responsável por articular o encontro, agendando a data da audiência pública conforme a disponibilidade dos convidados.

Comentários preconceituosos

Outro assunto em destaque na sessão ordinária da Câmara Municipal de Penedo diz respeito ao segundo turno das eleições. Comentários preconceituosos ou desrespeitosos, tanto nas redes sociais como em atos públicos, foram repudiados, com ênfase na intolerância em relação às opiniões divergentes, fato lamentado no plenário. Alguns vereadores também criticaram o comportamento de ocupantes de cargos na Prefeitura de Penedo, sem citar nomes, atitudes observadas depois da divulgação do resultado que reelegeu a presidente Dilma Rousseff.

Projetos de lei

Ainda na última reunião ordinária da CMP em outubro, quatro Projetos de Lei e um decreto legislativo foram aprovados por unanimidade, entre eles o Programa de Refinanciamento de Débitos Tributários Vencidos, inscritos ou não na Dívida Ativa, proposta de autoria do vereador Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior (Júnior do Tó); e o que determina aos bancos obrigações relativas ao atendimento dos usuários das agências situadas em Penedo, matéria de autoria do vereador Alcides de Andrade Neto (Cidoca).

Também foram aprovadas alteração na Lei 1.460/2013, modificando o Dia do Evangélico do segundo sábado de julho para o último sábado de outubro, proposta do vereador Derivan Thomaz; a criação do Fundo Municipal do Desenvolvimento, da Indústria e do Comércio, matéria envida pelo Poder Executivo; e ainda a concessão de título de cidadão penedense honorário ao Padre Daniel do Nascimento, conforme propôs o edil Ronaldo Vicente, o primeiro orador da última sessão realizada no mês de outubro.

Ronaldo Vicente repudia comportamento de “gente sem educação”

Indignado com manifestações de “gente sem educação e nem perspectivas de vida”, conforme definiu, o vereador Ronaldo Vicente repudiou o comportamento que afirmou ter visto durante a carreata da vitória da presidente Dilma Rousseff. O vereador mostrou-se surpreso com o ‘avacalhamento’ da palavra democracia e reclamou que foi alvo de xingamentos durante a passagem das pessoas que comemoraram o resultado do pleito eleitoral.

O vereador também criticou a falta de atendimento dos reclames da população por parte da atual gestão, apesar dos requerimentos feitos pelos vereadores – inclusive da bancada de situação. Ronaldo Vicente acredita que se o secretário municipal não cumpre com prazos e serviços prometidos é porque o Prefeito Március Beltrão não oferece condições de trabalho aos ocupantes dos cargos de confiança, comentário feito durante requerimento que refez, solicitando a retirada do mato das ruas e a reposição da iluminação pública no Alto do São João e Rua São Sebastião.

“O que não pode é a gente ser criticado e passar por mentiroso!”, afirmou, reclamando ainda desconhecer informações da Mesa Diretora da CMP sobre o andamento da obra de reforma da sede da Câmara, serviço embargado pelo Iphan. Ronaldo Vicente parabenizou os servidores públicos por sua data comemorativa e o atendimento realizado no Clube da Paisa, o qual preside, para mais de 200 mulheres idosas.

 

Comerciários merecem horário especial para uso do PSF, segundo Dr. Raimundo

Quem trabalha no comércio de Penedo não consegue ter acesso ao PSF porque o horário de trabalho coincide com o do funcionamento dos postos de saúde. A consequência é a busca do atendimento, já à noite, na UPA, conforme explicou o vereador Raimundo Jorge Rosário Souza (Dr. Raimundo) ao requerer providências para atender os comerciários.

Ainda sobre o assunto, o parlamentar frisou que a unidade de saúde tem como prioridade casos de urgência e de emergência, acrescentando redução na área de pediatria. O ex-secretário de Saúde do município voltou a solicitar o isolamento para o tráfego de veículos de parte da orla ribeirinha, do Supermercado Ki-Barato ao acesso para o povoado Ponta Mofina, no período das 5h00 às 7 horas, para o exercício de atividades físicas.

Como alternativa à proposta vetada pela gestão anterior que avaliou o requerimento como inconstitucional, o vereador sugeriu a promoção de exercícios, com orientação profissional, no final da tarde na Praça 12 de Abril, cabendo ao município instalar tendas e a necessária estrutura de aula ao professor. Dr. Raimundo falou ainda sobre o resultado da eleição para presidente, frisando a proporcionalidade de votos por região, mostrando que a recondução da presidente Dilma Rousseff ocorreu mais por opção dos eleitores do Sudeste do que os que residem no Nordeste, repudiando os comentários preconceituoso disseminados nas redes sociais contra o povo nordestino.

 

Derivan Thomaz solicita informações sobre ajuda de custo para universitários

Estudantes universitários que estudam durante o dia em Arapiraca não recebem ajuda de custo prometida pela Prefeitura, conforme consta em Projeto de Lei de autoria do próprio Poder Executivo, matéria aprovada em 2013 na Câmara Municipal de Penedo.  Para dar um retorno aos acadêmicos o vereador Derivan Thomaz requereu da atual administração informações sobre o auxílio, conforme solicitou em 30 de novembro.

O parlamentar discriminou os pontos que pede esclarecimento: quanto está sendo liberado, para quantos alunos e quando recebem, concedendo aparte ao vereador Nelsinho que afirmou que nunca foi repassada nenhuma ajuda de custo aos universitários que estudam pela manhã ou à tarde em Arapiraca, com transporte assegurando em ‘ônibus amarelinho’ apenas para estudantes do período noturno.

Ainda sobre a área de Educação, Derivan Thomaz lamentou a inexistência de escolas em tempo integral na rede pública municipal de Penedo, frisando que nem o Programa Mais Educação é possível adotar por falta de estrutura adequadas nas unidades mantidas pela Prefeitura.

“Eu quero saber qual é o projeto que tem para a Educação em Penedo?”, questionou o parlamentar, afirmando que cobrará até o final do seu mandato como vereador, reafirmando que não mais disputará eleição para uma vaga na CMP.

 

Valdinho Monteiro parabenizou distribuição de leite do governo estadual

Centenas de famílias que residem na zona rural de Penedo estão recebendo leite distribuído pelo governo estadual graças à intervenção do vereador Evaldo dos Santos Monteiro (Valdinho Monteiro). Ele agradeceu a entrega do alimento que solicitou à Secretaria Estadual de Agricultura durante seu discurso na sessão da CMP de 30 de outubro.

O parlamentar filiado ao PSDB também criticou o comportamento de ocupantes de cargo de comissão na Prefeitura de Penedo por comentários ‘debochados’ feitos após o conhecimento do resultado do segundo turno da eleição para Presidente da República. As atitudes geram ‘picuinhas’ e mostram a ‘falta de respeito’ dos que tentam denegrir a imagem de ‘pessoas de bem’, segundo afirmou. O vereador disse ainda que não depende da política e nem de prefeitura para sobreviver, sugerindo a demissão de ‘pessoas que não fazem nada’, protesto que recebeu o apoio do colega parlamentar Armando Lima (Mano da Caçamba).

Valdinho Monteiro falou ainda sobre a precariedade dos serviços de responsabilidade da administração municipal e sobre as promessas não cumpridas por parte da Secretaria de Serviços Públicos em relação ao conserto de buracos e manutenção de estradas vicinais.

 

Marcelo Pereira pede agentes de trânsito em frente às escolas de Penedo

O vereador Marcelo Lins Pereira requereu a presença de agentes de trânsito da Prefeitura de Penedo nas imediações das escolas com maior tráfego de veículos, públicas e particulares. A medida visa garantir maior tranquilidade aos estudantes, conforme explicou durante a sessão realizada em 30 de outubro.

Filiado ao PT, Marcelo Pereira parabenizou a opção da maioria do eleitorado penedense pela Presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição vencedora em Penedo com mais de 19.500 votos. Marcelinho também elogiou o trabalho do Secretário Municipal de Educação Luciano Barros de Lucena, citando a visita que fez ao Complexo Educacional e Esportivo Governador Moacir Andrade (antigo Ginásio do Sesi), onde o gestor instalou toda a parte administrativa e operacional da pasta, além da padaria e da horta que fornecem alimentos utilizados na merenda escolar, o que gera qualidade e economia.

Ainda sobre o trabalho do Secretário Luciano Lucena, o vereador afirmou que servidores da pasta e estudantes estão sendo valorizados e que foi informado da possibilidade de unidades da rede municipal de ensino funcionarem em tempo integral a partir de 2016. Marcelo Pereira disse que pediu o uso de fardamento entre os alunos, o que também deve ocorrer a partir do próximo ano. Ele também mencionou a falta da ajuda de custo aos universitários de Penedo que estudam durante o dia em Arapiraca.

Sobre as obras do PAC Cidades Históricas no centro comercial da cidade, o parlamentar parabenizou a iniciativa e espera que resolva o problema do ponto de ônibus próximo de lojas, o que tem atrapalhado as vendas pela obstrução das portas de empresas e ocupação do interior das lojas quando chove, sem aumento das vendas. Por fim, Marcelo Pereira pediu “soluções urgentes’ para os problemas registrados na área da saúde em Penedo.

 

Lúcia Barbosa faz alerta ao Prefeito Március Beltrão

A vereador Lúcia Barbosa fez um alerta ao Prefeito Március Beltrão durante seu discurso na sessão da Câmara Municipal de Penedo realizada em 30 de outubro. “Sou sua amiga e quero lhe ajudar, mas o senhor precisa tomar providências”, afirmou sobre a necessidade de mudança no comando de setores da atual gestão por incompetência de quem ‘não faz jus ao cargo’, segundo a vereadora.

“Se não está dando certo, troque. Tem funcionário que está botando seu nome na lama”, disse a parlamentar que fez um contraponto aos problemas, elogiando a gestão do Secretário Municipal de Educação Luciano Lucena de Barros. Lúcia Barbosa também comentou a falta de respeito percebida durante a recente campanha eleitoral, criticando pessoas ‘sem formação e mal educadas’ que atuam apenas como ‘puxa-saco’. “A política passa, as amizades é que continuam e isso só é bom pra quem ganha, não os idiotas que ficam ‘chaleirando’ candidatos”, afirmou sobre bajuladores de políticos.

Lúcia Barbosa voltou a sugerir que as pessoas acompanhem as sessões da Câmara antes de fazer ‘comentários nas esquinas’, frisando aspectos positivos do seu mandato, como a volta de policiamento na UPA, a disponibilização de cadeiras e de água gelada para clientes do Bradesco, citando requerimentos que fez e foram atendidos.

 

Vereador Nelsinho propõe audiência pública sobre abate e venda de carne

Para tentar encontrar uma solução para o abate de animais e o comércio de carne em Penedo, o vereador Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho propôs a realização de uma audiência pública (conferir matéria que abre o resumo das ações realizadas na sessão da Câmara Municipal de Penedo em 30 de outubro).

Nelsinho leu no plenário uma carta assinada pelo empresário Dorgival Vasconcelos, dono da Pousada e Restaurante O Laçador, texto aberto à população que pede providências sobre o problema causado pela interdição do matadouro público e explica o motivo que o levou a adquirir carne fora de Penedo, onde o abate ocorre atualmente de forma clandestina.

O vereador sugeriu que a Prefeitura banque o transporte de animais para o abate no matadouro de Igreja Nova ou no de Coruripe. Ele destacou ainda sobre o trabalho realizado pelas arquitetas Melissa Mota e Flávia Cerullo, responsáveis pela elaboração do projeto encaminhado na gestão passada que viabilizou a inclusão do município no PAC Cidades Históricas, obra de responsabilidade do Iphan e executada com autorização da administração municipal, conforme frisou o parlamentar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com