Templates by BIGtheme NET

Cantor gospel, Thalles Roberto, diz que recebe mensagens de Deus


Queridinho do universo pop, ele louva o Senhor em DVD e quer influenciar Naldo e Mr. Catra com seu lado religioso

Thalles com a camiseta do DVD ‘Ide’

Foto:  Paulo Araújo 

 

Rio – O cantor gospel Thalles Roberto já levou uma vida bem mundana. “Eu lia a Bíblia fumando maconha e bebendo uísque”, recorda, ao lançar o maior projeto de sua vida, o DVD ‘Ide’, gravado na Igreja Bola de Neve, em São Paulo. “Mas entendi que meu corpo era um templo do Espírito Santo. Hoje, tem gente que me diz que estava num churrasco ‘tomando uma’ e vendo meu DVD. Respondo: ‘Que bom! Ouça Thalles e pare de beber.’”

‘Ide’ é o sétimo trabalho do cantor, e marca sua entrada na divisão gospel da Universal Music. Mineiro da cidade de Passos, Thalles (que completa 37 anos neste sábado) foi backing vocal do Jota Quest e tem fãs em áreas bem distantes do meio religioso. “Encontrei o Mano Brown (Racionais MCs) outro ia no aeroporto e ele disse que a banda inteira é minha fã. Michel Teló fala comigo no WhatsApp”, conta. Sua aparência de popstar do soul ou do rock (ele cria as roupas que usa no palco e vende as peças em seu site) e seu som herdado da música negra já deixaram muitos evangélicos de nariz torcido. “Quando senti o chamado de Deus, achei que não iam me aceitar. Mas recebi de Deus o convite para levar a mensagem com a mesma rejeição que Jesus teve”, diz.

O repertório de ‘Ide’ inclui músicas como ‘Hoje Eu Sou Pai e Entendo’, ‘Meu Deus Vai Cuidar de Mim’, ‘Se Liga no Groove’ e ‘Que Amor É Esse?’. O mesmo Deus que chamou Thalles o orientou, como o cantor afirma, a buscar um parceiro nada ligado ao mundo gospel para o DVD: o funkeiro Naldo Benny, que deixa o uísque e a água de coco para lá e participa de ‘Ide’ como parceiro vocal e autoral em ‘Quero Sua Vida em Mim’.

“Deus me deu um trecho da música e disse: ‘O resto você vai compor com o Naldo.’ Pensei logo: ‘Mas eu não tenho nada a ver com ele!’ Falei para minha mulher que iríamos recebê-lo junto com a mulher e ela: ‘Mas como se recebe uma Mulher Moranguinho?’”, diz, gargalhando. “O meu sonho é que o Naldo deixe de cantar as coisas que canta. Jogamos em times diferentes. Influencio jovens a viver uma vida diferente da que ele fala em sua música. Falo para as mulheres: ‘Não se prostituam, vistam roupas maiores, santifiquem suas vidas, guardem-se para os seus maridos.’ Não posso falar: ‘Você é um pecador!’ Mas não sou eu quem vai mudar o Naldo. Quero é ser amigo dele”, conta. Ele quer falar com o funkeiro Mr. Catra, de quem aprecia o lado religioso. “Se ele tem isso, tem o caminho.”

Mesmo atraindo cantores e ouvintes seculares, Thalles solta o verbo para cima de políticos desonestos, falsos pastores e até maridos adúlteros no soul ‘Quem É Você?’, num tom que pode soar ameaçador para quem não professa da mesma fé. “Cantei do jeito que Deus me chamou para cantar”, conta.

Justamente pela capacidade de comunicação, Thalles diz já ter sido sondado para ingressar na política. Recusou os convites. “É uma missão, mas tem gente que se aventura e queima o filme. Sou muito estourado e uso meu estouro através da fé, para falar de Jesus”, diz, classificando o controvertido pastor Silas Malafaia como um cara que “bota a cara e vai para cima” (o trabalho do polêmico deputado Marco Feliciano, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, ele diz não acompanhar).

O sangrento filme ‘A Paixão de Cristo’, de Mel Gibson, é a inspiração para outro momento de ‘Ide’, quando Thalles canta ‘Como Agradecer a Ti’. O cantor levou ao palco da Bola de Neve um ator representando Jesus Cristo crucificado, coberto de feridas e sangue. Thalles chorou bastante durante a representação e perdeu “de 50% a 60% da capacidade vocal” logo no começo da gravação do DVD.

“As pessoas veem Cristo na cruz com um sanguinho no pé e outro nas mãos. Mas a morte por crucificação era uma das mais cruéis. Quis imprimir esse sofrimento de Cristo no coração das pessoas. Sempre pedi a Deus que pudesse voltar naquele dia da Cruz, ver um pouco daquilo. Ver isso no palco foi uma surpresa. Tentei chorar bonitinho, mas não deu. Gritei!”, diz o cantor, pouco após observar uma foto sua no celular, tirada por uma assistente. Em torno do seu rosto, uma luz branca. “Já vi isso outras vezes!”

Fonte/Via: Caçadores de Notícias/WhatsApp) do Jornal de Penedo-al o Povo com a Notícia/com Agência O Dia

 


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com