Templates by BIGtheme NET

O policial civil Jeferson Gomes da Silva inocentou a delegada Maria Tereza Ramos de Albuquerque


Arthur Ramos

Hospital Arthur Ramos

Hospital Arthur Ramos

O policial civil Jeferson Gomes da Silva inocentou a delegada Maria Tereza Ramos de Albuquerque, alegando que o disparo foi acidental e que o teria atingido de raspão. A declaração ocorreu na manhã desta quinta-feira, 30, durante entrevista à Rádio Gazeta. A acusada é titular da Delegacia da Mulher e está detida desde a última segunda-feira (27) na Central de Flagrantes, localizada no bairro do Farol, em Maceió.

Ela teve a prisão preventiva decretada pelo juiz John Silas. Com a decretação, a delegada será encaminhada para a Casa de Custódia, onde ficará à disposição da justiça. Isso porque a delegada é acusada de tentativa de homicídio contra o próprio namorado o também agente de policia Jeferson Gomes. O instrumento utilizado foi uma pistola .40 e a vítima foi atingida de ‘raspão’ no peito.

A vítima, em entrevista, inocentou a delegada alegando que o disparo teria sido efetuado acidentalmente e que não houve discussão. Ele não explicou como se deu as circunstâncias que ocasionaram o disparo, mas, segundo ele, o ‘incidente’ teria ocorrido após um suposto caso envolvendo o roubo de um veículo, de placa NML 3198, cujo modelo não foi informado, pertencente à delegada.

Ainda de acordo com o policial civil, a delegada foi acusada ‘pelas pessoas e imprensa’ que desconheciam o que de fato estaria acontecendo no local do episódio e que a delegada teria saído as ruas do bairro, portando a pistola, sem o carregador. Segundo ele, no momento do disparo ele teria conseguido tomar a arma e jogar o carregador pela janela. Para ele, o tumulto teria sido causado, justamente, pelo desconhecimento dos populares de que a arma estava sem munição.

Ele considerou a atitude do magistrado inteligente, mas que com o seu depoimento ele inocenta a delegada. O policial destacou ainda que é amigo da família da delegada, como ela é amiga de toda a sua família. “Acredito que com a minha declaração seja tudo esclarecido, pois ela não tinha a intenção de me matar, ocorreu acidentalmente”, afirmou.

FONTE /ALAGOAS24HORAS


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>